Agilidade na prática

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

 

O que é ser ágil

A agilidade está sempre presente, ainda mais no mundo corporativo. Com prazos apertados, concorrentes fortes e preços competitivos, a agilidade no mercado tem sido um importante tópico em muitas empresas, principalmente em empresas de TI. Mas, de onde vem essa tal agilidade? E o que exatamente é ser ágil?

Com a necessidade de serem rápidas nas entregas de produtos para clientes e consumidores, empresas de TI começaram a adotar metodologias ágeis para desenvolver, prototipar e gerenciar projetos. Nesse texto, falarei sobre uma metodologia ágil chamada Scrum, utilizada no gerenciamento de projetos.

Manifesto Ágil

A necessidade e conceito Ágil surgiram em 2001, com um grupo de programadores inovadores e interessados nas formas e processos para o desenvolvimento de softwares. Eles se reuniram para debater sobre metodologias de gerenciamento de projetos. Como resultado, criaram o Manifesto Ágil, que oficializa metodologias e princípios da proposta, que são:

  • Indivíduos e interações sendo mais importantes que processos e ferramentas;
  • Software em funcionamento sendo mais importante que documentação abrangente;
  • Colaboração com cliente sendo mais importante que negociação de contratos;
  • Responder à mudança sendo mais importante que seguir um plano.

O Manifesto Ágil prioriza adaptabilidade para possibilitar o encontro das necessidades e desejos de clientes com o trabalho de desenvolvedores. Isso é realizado através de entregas constantes, que são acompanhadas através da verificação de requisitos. Para tanto, são utilizados diferentes métodos, dentre os quais a metodologia Scrum é um exemplo.

Metodologia Ágil

A Metodologia Ágil surge como uma opção vantajosa em relação aos métodos tradicionais de gerenciamento de projetos, como, por exemplo, o modelo cascata — uma abordagem comumente usada em que as etapas são seguidas de forma sequencial, mas que possui a desvantagem de tomar mais tempo para realizar a entrega do projeto, devido ao fato de que cada etapa só pode ser iniciada ao fim da etapa anterior.

Além do intuito de realizar entregas de valor rápidas aos clientes, de forma fracionada e incremental, as Metodologias Ágeis também são utilizadas por equipes multidisciplinares auto-organizadas para atingir metas estabelecidas em cada etapa do projeto.

As Metodologias Ágeis já estão sendo postas em prática. Por serem ferramentas de gerenciamento, abrangem diversos métodos que contribuem para que equipes desenvolvam soluções com maior qualidade, rapidez e eficiência. Elas também fazem a otimização de fluxos de trabalho, aprimoramento da produtividade de projetos, e aceleram as entregas parciais com valor e, por consequência, a entrega final, diminuindo a possibilidade de decepções por parte dos clientes.

Metodologia Scrum

Scrum na prática

Criado nos anos 80, o Scrum é um dos métodos mais populares da Metodologia Ágil. Ele é uma metodologia para gestão e planejamento de projetos de software que permite que times se adaptem a problemas complexos em seus projetos. Basicamente, é uma forma de organizar e executar o trabalho a ser realizado, seguindo o método PDCA (Plan, Do, Check, Act ou Planejar, Fazer, Verificar e Agir).

No Scrum, os projetos são divididos em ciclos de trabalho chamados de Sprints, que duram, geralmente, entre 2 e 4 semanas. Cada Sprint representa um timebox (caixa de tempo), ou seja, uma unidade de tempo dentro da qual um conjunto de atividades deve ser executado.

A partir da demanda do cliente, o time realiza uma reunião chamada de Sprint Planning, na qual há a definição de quais partes do Backlog (lista de requisitos do projeto) serão desenvolvidas em cada Sprint. Nessa reunião, são estimadas as quantidades de horas necessárias para realizar as atividades do Sprint.

As atividades são acompanhadas através de reuniões diárias chamadas de Daily Scrum, que são feitas sempre de pé, com duração máxima de 15 minutos, sempre no mesmo horário — para otimizar seu funcionamento e criar regularidade de comunicação no time. Nelas, cada membro do time deve dizer o que fez no dia anterior, o que fará naquele dia e se existe algum impedimento para a execução de suas tarefas. Diante disso, o time fica inteirado do que está sendo realizado.

Caso haja algum impedimento, o Scrum Master — pessoa com a função de promover e facilitar o uso da metodologia Scrum no time e no processo de desenvolvimento — deve agir a fim de agilizar a solução e o time continuar trabalhando.

Após o cumprimento do Sprint, é realizada uma entrega parcial ao cliente, que faz a validação de acordo com os requisitos acordados/priorizados. Após a verificação e aceite, esse ciclo se repete quantas vezes forem necessárias para completar o projeto.

Após a realização de todo o projeto e entrega ao cliente, é realizada a reunião de Sprint Retrospective, que foca em lições aprendidas para todo o projeto. Essa reunião permite que o time faça uma reflexão sobre o que foi bom e o que pode ser melhorado e permite criar uma base para outros projetos.

Ágil em TI e no VNT

Metodologias Ágeis em projetos de TI

Ao iniciar um projeto de desenvolvimento, já nas reuniões de levantamento de requisitos, lidamos muito mais com a expectativa do cliente do que com o desenvolvimento do produto ou serviço em si. O cliente, por outro lado, aguarda ansiosamente a solução do problema, o que podemos chamar de valor agregado.

Assim, torna-se essencial o equilíbrio dos processos internos que permitem o desenvolvimento de produtos/serviços e as necessidades e prazos dos clientes. Nesse cenário, a agilidade se torna um diferencial.

Na área de TI, além da metodologia Scrum citada, também podem ser utilizadas as metodologias XP, MSF, DSDM, Kanban, Lean, FDD (Feature-Driven Development), Design Sprint, entre outras. Essas metodologias podem, ainda, ser combinadas entre si ou com metodologias tradicionais como a cascata, dependendo da complexidade e necessidade do projeto.

No Venturus, temos as duas realidades: projetos executados com a metodologia Scrum em seu total e projetos que usam conceitos da metodologia aliada a outra específica, adequada às necessidades do cliente. Mais de 80% dos projetos ativos hoje no Venturus utilizam a metodologia Scrum.

Executar projetos grandes ou pequenos, na sua maioria complexos, faz parte do dia-a-dia de uma organização de TI. Boa parte das pessoas buscam encontrar formas de deixar seus processos mais simples e eficientes, o que é essencial para que tenham sucesso. Conhecer as Metodologias Ágeis e como podem ser aplicadas em seus projetos, além de direcionar o seu uso permite também avaliar o ganho não só para a organização, mas também para satisfazer seus clientes.

Veja mais
Símbolos conectados
Transformação Digital
Valeria Carvalho

A real Transformação Digital

Assim como a Revolução Industrial marcou a história da humanidade iniciando um processo de profundas transformações socioeconômicas, a Transformação Digital marcará o início de um
Leia mais »
Agronegócio
Roberto Okumura

Tendências 2020: Agronegócio

Os conceitos de agricultura de precisão e o uso de tecnologia digital no campo vivem um momento de grande crescimento, com novas tecnologias sendo desenvolvidas
Leia mais »
Metodologia
Renata Barduchi

Agilidade na prática

  O que é ser ágil A agilidade está sempre presente, ainda mais no mundo corporativo. Com prazos apertados, concorrentes fortes e preços competitivos, a
Leia mais »
Campinas / SP - Brasil

Estrada Giuseppina Vianelli di Napolli, nº 1.185
Condomínio GlobalTech Campinas
Polo II de Alta Tecnologia
CEP 13086-530 – Campinas – SP
+55 (19) 3755-8600

+55 (19) 3755-8600
contato@venturus.org.br

Bitnami