Lean Digital como diferencial para negócios | Venturus

Lean Digital como diferencial para negócios

A Transformação Digital (TD) se intensificou bastante desde o início da Pandemia de Covid-19. Devido ao distanciamento social, as soluções digitais ganharam protagonismo para a manutenção das atividades produtivas e da vida cotidiana em todo o mundo. Com isso, a inteligência artificial, a realidade virtual, o Big Data e tantas outras práticas de TD foram utilizadas para solucionar desafios reais. Nesse contexto, o Lean Digital (LD) está sendo, cada vez mais, visto como uma prioridade dentro das empresas.

O LD é simplesmente a aplicação dos fundamentos, princípios e técnicas da metodologia enxuta (lean) ao desenvolvimento digital dos processos corporativos. A filosofia Lean estabelece que os negócios devem dedicar grande parte dos seus negócios ao que realmente gera valor. Os esforços dedicados ao que não gera valor devem ser mínimos.

Para isso, aplicam-se técnicas de priorização e melhoria contínua. A comunicação interna também deve ser aprimorada para que todos possam utilizar informações estratégicas para otimizar as atividades da empresa.

Assim, o grande objetivo é conquistar mais inteligência de como manejar estrategicamente os recursos de uma empresa. Consequentemente, há um ganho de eficiência, produtividade e, sobretudo, de competitividade.

Quer entender como isso é aplicado à transformação digital dos negócios? Acompanhe nosso post!

 

O que é a Metodologia Lean?

A história do Lean se inicia com o novo modelo de produção manufatureira proposto pela Toyota ainda no século passado. Ou seja, sem o avanço tecnológico que temos hoje. Isso significa que os princípios Lean podem ser aplicados com as tecnologias que cada negócio já utiliza.

Trabalhadores em fábrica automotiva

Em 1953, após longos estudos sobre a cadeia produtiva americana, os líderes da Toyota desenvolveram o Toyota Production System (TDS), que é baseado em eliminar três problemas:

  • Muri — qualquer tipo de sobrecarga em equipamentos;
  • Mura — variações indesejadas no processo que geram dificuldades e irregularidades;
  • Muda — desperdício de tempo, material ou dinheiro.

Apesar de parecer óbvio, pois todos esses itens são o desejo de qualquer empreendedor, a grande questão é o como, o viés pelo qual olhamos para esses três desafios. O ponto principal é entender como gerenciar esforços para melhorar esses problemas e ele é bem simples:

Se uma variação impacta no tempo, nos materiais ou no dinheiro, ela não precisa ser mudada. Não existe mudar por mudar. Em ordem de impacto, deve-se focar nas transformações que trazem mais prejuízos em relação a esses três critérios.

Isso é feito com ciclos de melhoria contínua, que incluem as seguintes etapas:

  • Planejar;
  • Executar;
  • Monitorar;
  • Agir (otimizar).

 

O que é Lean Digital?

A partir do TDS, o monitoramento das atividades e do uso de recursos começa a ganhar um protagonismo ainda maior. Quanto mais precisa é a sua identificação das ineficiências e dos usos de recursos, maior a sua chance de corrigir processos.

No entanto, ao contrário de metodologistas fordistas, não há uma obsessão com os números. Então, não se trata de reduzir o tempo de um processo ou de uma produção a qualquer custo. Afinal, as métricas e indicadores são apenas uma ferramenta para gerar valor. O foco está no valor sendo gerado.

Imagine a situação em que você implementou um ERP (Entreprise Resource Planning ou Planejamento de Recursos Empresariais) para automatizar tarefas repetitivas. Com isso, você possivelmente desejava aumentar a lucratividade do negócio.

Depois de um tempo, vamos imaginar que a implementação trouxe uma redução significativa do tempo de cada processo. No entanto, isso não se refletiu em indicadores de real valor:

  • Os custos operacionais continuam os mesmos ou aumentaram de valor. Isso pode acontecer quando um negócio adquire uma solução completa e mais cara, porém, efetivamente, utiliza poucas das suas ferramentas no dia a dia;
  • As entradas no caixa da empresa foram reduzidas. Isso pode ocorrer, por exemplo, quando o processo de implementação do ERP interrompe as operações por um tempo significativo;

Nesse, a lucratividade foi reduzida mesmo com uma melhora significativa na eficiência operacional pela implementação do ERP.

 

O lado digital do Lean

O Lean Digital convida as pessoas a olharem as estratégias, táticas e operações digitais de forma global, com foco nos valores reais, não em métricas de vaidade. Ele soma a forma de pensar do Lean tradicional a conceitos da economia digital:

  1. Digital first — adote um modelo operacional e corporativo em que os serviços digitais são priorizados em relação aos tradicionais. Afinal, eles são mais flexíveis, eficientes e, geralmente, mais inovadores;
  2. Transformação Digital — soluções de Big Data, Internet das Coisas e Inteligência Artificial permitem que seu negócio colete dados relevantes rapidamente. Eles se transformarão em informações estratégicas acionáveis para gerar mais valor;
  3. Business Intelligence — quanto mais você sabe sobre o mercado, suas operações, seus clientes e seus fornecedores, maior a sua capacidade de tomar decisões mais corretas e de se adaptar rapidamente a mudanças (internas e externas).

Dessa forma, essa metodologia continua se atualizando e cria uma forma mais eficiente para implementar soluções tecnológicas e inovar de forma sustentável e realmente efetiva. Muitas vezes, tecnologias se tornam conhecidas e rapidamente adotadas, sem que seja investigado e pensado como fazer isso de forma que gere valor real e eleve os ganhos para o negócio.

 

Quais são os princípios e benefícios do Lean Digital?

Existem 6 princípios fundamentais que regem o Lean Digital:

  • Primeiro — utilize a tecnologia para otimizar cada etapa individual dos seus processos, começando pelas atividades que trazem mais valor;
  • Segundo —objetive sempre criar processos e produtos tecnológicos sem falhas ou defeitos. Isso não significa que tudo será perfeito, mas que haverá esforço/atenção de todas as partes do negócio para cumprir as estratégias;
  • Terceiro —reduza os custos operacionais, mas pense de forma sistêmica. Planeje suas ações e mapeie os riscos para que uma otimização hoje não se torne um prejuízo no futuro;
  • Quarto — faça um produto que seus clientes querem. Portanto, seu foco deve ser comunicar-se constantemente com seu público-alvo para entender o que ele quer de fato. Não gaste muitos recursos com abstrações, intuições e conjecturas do que as pessoas querem. Para isso, idealize, teste, protótipo e otimize, empregando as técnicas de Design Thinking;
  • Quinto — nada é cravado na pedra, o sucesso dos negócios demanda flexibilidade. A única coisa fixa deve ser o foco em gerar valor. Todo o resto pode ser adaptado para alcançar os objetivos mais importantes. Por isso, implemente a tecnologia de uma forma que as modificações sejam fáceis e ágeis de serem realizadas.
  • Sexto — tenha um relacionamento forte e confiável com seus colaboradores, clientes e fornecedores. Portanto, priorize soluções tecnológicas que facilitem a troca de informações, — preferencialmente, em tempo real.

Homem trabalhando em tablet e computador desktop no fundo

 

Os resultados da implementação da cultura de Transformação Digital são extremamente tangíveis. Diversas pesquisas mostram o impacto positivo da tecnologia sobre os indicadores de produtividade e lucratividade. No entanto, o Lean Digital é fundamental para obter resultados melhores e mais valiosos estrategicamente. Afinal, é muito fácil se perder em tantas novidades digitais, querer implementar o máximo possível e se esquecer do que é realmente estratégico para o seu negócio.

Quer saber mais sobre as melhores estratégias para a implementação de soluções digitais para seu negócio? Entre em contato com a Venturus!

Veja mais
Carreiras
Redação Venturus

Como criar uma rotina de estudos?

Manter o ritmo de estudos pode ser bem desafiador, principalmente quando você está buscando dar aquele upgrade nos seus conhecimentos e técnicas para o mercado
Leia mais »

Entre em contato

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.