Tendências 2020: Meios de Pagamento

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Numa área em que investimentos em inovações são altíssimos, há muitas coisas em discussão e outras que podem virar notícia da noite para o dia. Nos últimos anos, ouvimos muito sobre o boom das fintechs, a supervalorização do bitcoin (e suas quedas), uso de Blockchain, entre outros. Aqui, mostrarei o que será tendência no ano de 2020 para a área de Meios de Pagamento.

Transferência Instantânea

Tema relacionado ao mercado financeiro nacional, a Transferência Instantânea foi bastante discutida no último ano, durante a fase de definição das regras para transferência de fundos entre diversos players do mercado

A parte interessante para a maioria dos usuários é a   disponibilização do serviço e o fornecimento do mesmo não estarem mais restritos aos bancos. Assim, teoricamente, o serviço poderá ser disponibilizado a um baixo custo, revolucionando a forma como pagamentos são feitos, pois as transferências poderão ser executadas diretamente de uma conta virtual de uma pessoa para a conta de um estabelecimento através de um QRCode.

Agora que a Transferência Instantânea já foi regulamentada, espera-se, para 2020, o início de sua implementação e disponibilização . Alguns deles já começaram a  disponibilizar este recurso em suas plataformas, mesmo com abrangência e recursos limitados. Como exemplos, temos o Santander Way ou o Visa Direct.

Open Banking

Outro tema relevante ao mercado interno é o Open Banking. De acordo com o Banco Central, “Open Banking consiste no compartilhamento padronizado de dados e serviços por meio de abertura e integração de plataformas e infraestruturas de sistemas de informação, com o uso de interface dedicada para essa finalidade, por instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central”.

Em outras palavras, isso significa que seus dados financeiros pertencem a você e não aos bancos em que você possui contas ou às operadoras de cartões de créditos. Dessa forma, seria possível desenvolver um aplicativo financeiro único, através do qual esses dados poderiam ser acessados, facilitando o gerenciamento das informações financeiros do usuário.

O Open Banking nacional se baseia nas premissas da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. A LGDP é a Lei 13.709 de 2018 e diz respeito à proteção de dados dos brasileiros. A previsão é que a mesma seja implementada no segundo semestre de 2020 (mais precisamente, em agosto), já que a edição da regulação começou no início do ano. Resumidamente, essa lei define regras para quem coleta, processa e mantém dados de qualquer cidadão. Também classifica esses dados de acordo com sua sensibilidade, além de determinar punições para mal uso dos mesmos.

Mas, qual o impacto dessa lei no mundo de pagamentos? Hoje, qualquer site de e-commerce ou instituição financeira coleta e processa informações financeiras de consumidores. A implantação desta lei força esses players a repensar a forma como manipulam esses dados. A tendência é que haja uma demanda por serviços especializados nesse tipo de gerenciamento de dados e até surgimento de fintechs especializadas nesse tipo de serviço.

Experiência do Usuário

Também conhecida como UX, o conceito de User Experience está relacionado ao desenvolvimento das interfaces de aplicativos e sites dando ênfase a funcionalidade do mesmo e não somente ao visual. Tem como objetivo deixar esses tipos de aplicações cada vez mais simples e rápidas, com uma interface intuitiva e provendo as informações de maneira objetiva. UX tem um peso muito grande na hora de um usuário decidir qual serviço financeiro irá utilizar.  consideram a usabilidade do aplicativo como um dos principais motivos para escolha de um serviço. Desta forma, as fintechs e bancos tendem a investir pesado nesta área com o objetivo de “cativar” seus clientes.

Internet das Coisas

Porém, o investimento para se chegar nesse nível de automação por enquanto é exclusividade de poucas empresas. Por outro lado, pagamentos através de relógios inteligentes e smartphones já são realidades e outros dispositivos como anéis, crachás e assistentes de voz também estão entrando nesta lista.

Blockchain Oracles

Conhecida por causa do Bitcoin, a tecnologia Blockchain já deixou de ser exclusividade do setor financeiro. O Blockchain é, basicamente, um livro de razão que registra transações de forma descentralizada e única. Neste tipo de arquitetura, todos os registros de transações são replicados para cada um dos operadores conectados na rede e, desta forma, cada um deles valida a autenticidade delas. Quando um destes operadores tenta gerar uma transação fraudulenta, os demais operadores detectam o problema, impossibilitando fraudes.

Apesar de sua maior aplicação ainda seja ser nesta área,

Através dessas regras, o Blockchain valida — ou não — uma transação, baseando-se em uma série de condições pré-estabelecidas. Porém, essas regras só podem ser executadas internamente (dentro do Blockchain) e, muitas vezes, dependem de informações externas para o correto funcionamento. É neste ponto que entram os “oracles”, mecanismos que possibilitam o acesso a informações externas à rede, utilizando-se de softwares ou hardwares.

Assim, através de Oracles, uma rede Blockchain pode fazer uma consulta on-line a outros sistemas para validar as regras de um contrato. Alguns exemplos de aplicação são consultas a cotações de câmbio de moedas, verificação de temperatura e umidade do ambiente e leitura de informações de uma tarja RFID (Identificação por radiofrequência). O acesso automático a essas informações, não dependendo do input manual dos dados, aumenta a autonomia e precisão de sistemas baseados em Blockchain.

Veja mais
Tecnologia
Bruno Kenji

O que é SOLID?

Escrito em parceria com Igor Escodro. Como desenvolvedores, estamos constantemente tentando implementar as melhores soluções para nossos clientes, considerando os requisitos e restrições que nos
Leia mais »
Campinas / SP - Brasil

Estrada Giuseppina Vianelli di Napolli, nº 1.185
Condomínio GlobalTech Campinas
Polo II de Alta Tecnologia
CEP 13086-530 – Campinas – SP
+55 (19) 3755-8600

+55 (19) 3755-8600
contato@venturus.org.br

Bitnami